Magnésio Dimalato

No Brasil, uma em quatro mulheres e um em cada seis homens carecem de magnésio. O Magnésio Dimalato combina dois ingredientes essenciais: ácido málico e magnésio. Encontrado nos frutos naturais e na maioria das células do corpo, o ácido málico é um composto essencial que estimula a energia celular, melhora a digestão e ajuda a desintoxicar o corpo de metais tóxicos. Ajudando com mais de 300 reações químicas, o magnésio é o quarto mineral mais comum no organismo que ajuda a fortalecer os ossos, melhorar o sistema nervoso e promover a função cardiovascular.

Se você está preocupado é por que deve ser propenso a desenvolver:

  • doença cardiovascular (ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, paralisia…)
  • problemas de memória, capacidade de aprendizagem diminuída
  • Doenças ósseas (osteoporose, causando fraturas ósseas)
  • obesidade, diabetes, colesterol elevado (sintomas unidos sob o nome de “síndrome metabólica”).

 

BENEFÍCIOS DO MAGNÉSIO DIMALATO

  • Limpa os metais nocivos no corpo
  • Estimula a energia celular
  • Melhora a digestão e a imunidade
  • Fortalece o metabolismo
  • Pode ajudar a aliviar os sintomas da fibromialgia

 

O magnésio dimalato é essencial para mais de 300 reações enzimáticas no corpo. Sem ele, as reações químicas normais em suas células, seus músculos, seus nervos, não são mais feitas.

Além disso, ele permite que o coração melhore regularmente, contribui para o sistema imunológico (defesa contra ataques microbianos, bacterianos e virais), mantém a força dos ossos.

O magnésio dimalato também ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue, promove a pressão arterial normal e está envolvido na síntese proteica e no metabolismo energético (produzindo energia para seu corpo e mente).

 

Por milhões de anos, os homens desenvolveram-se com base em uma dieta muito rica em magnésio. Infelizmente, a evolução da comida moderna criou uma situação alarmante, onde a ingestão diária tornou-se tão baixa que metade da população brasileira não possui magnésio.

Além disso, a dieta habitual está constantemente em estado de acidose metabólica leve devido à preponderância de alimentos para animais em frutas e vegetais. Esta acidose metabólica aumenta a excreção urinária de magnésio (você perde seu magnésio através da urina).

O malato de magnésio é uma forma química que tem a distinção de ser composta por uma molécula de ácido málico aos quais duas moléculas de magnésio estão ligadas. É uma excelente fonte de magnésio e ácido málico (da maçã), com alta biodisponibilidade.

Pessoas que, por se prepararem para uma limpeza completa do fígado com a finalidade de amolecer pedras, não podem beber um litro de suco de maçã por dia, em vez disso, podem tomar malato de magnésio. Além disso, eles se complementarão em magnésio.

Acontece que o malato de magnésio tem o benefício adicional de “quelar”, que é para desintoxicar seu corpo do alumínio que pode ter acumulado lá, através de vacinas, desodorantes ou fontes de alimento. Este alumínio é uma possível causa de câncer e doença de Alzheimer.

Além disso, uma vez que o malato não reage com os ácidos do estômago, não interfere com o funcionamento do sistema digestivo, como às vezes outras formas de magnésio podem fazer.

Seis semanas a seis meses de tratamento podem restaurar os níveis normais de magnésio. Tenha cuidado muitas dessas formas de magnésio são patenteadas. Você pode encontrá-los na internet em sites, que vendem um produto que combina todas as formas das oito formas de magnésio. Você toma um comprimido por refeição; Nesta dose, não devem ser temidos efeitos colaterais negativos.

EFEITO PROTETOR PARA CORAÇÃO E ARTÉRIAS

Pesquisas sugerem que uma deficiência de magnésio promoveria a aterosclerose. Em vários modelos experimentais, a deficiência de magnésio promove a dislipidemia, aumenta a peroxidação das lipoproteínas e induz uma resposta inflamatória. Em contraste, o magnésio demonstrou diminuir a inflamação, o estresse oxidativo e a disfunção endotelial. Também ajuda a reduzir a agregação de plaquetas

ONDE ENCONTRAR FONTES DE MAGNÉSIO DIMALATO

  1. SUPLEMENTAÇÃO:

▪ Ampolas, comprimidos, cápsulas, grânulos, comprimidos

 

  1. ALIMENTOS NATURAIS
  • Grãos integrais
  • Frutas secas
  • legumes,
  • Vegetais de folhas verdes escuras
  • Mariscos
  • chocolate 70%
  • Águas minerais (veja os rótulos)
  • Arroz selvagem

 

DIABETES E FADIGA

De acordo com pesquisas recentes, o magnésio dimalato possui propriedades hipotensivas e promove a recuperação após um infarto inibindo a formação de coágulos sanguíneos e evitando espasmos arteriais e arritmias cardíacas perigosas.

Uma ingestão adequada de magnésio ajudaria a prevenir diabetes não insulino-dependente (tipo II). Pesquisadores dos EUA mediram os níveis de magnésio de mais de 12.000 pessoas não diabéticas, que seguiram por 6 anos para estudar a frequência do início dessa doença. Eles descobriram que em indivíduos com níveis de magnésiofoi o menor, o risco de ter diabetes foi 94% superior ao dos indivíduos com uma taxa elevada. Resta determinar se os suplementos de magnésio iriam prevenir esta doença.

 

SUPLEMENTOS DE MAGNÉSIO DIMALATO

A ingestão diária recomendada de magnésio dimalato é de 420 mg para homens e de 360 mg para mulheres e pode ser aumentado para um propósito de cura, contra a arritmia cardíaca e asma, após insuficiência cardíaca e contra a fadiga crônica. Para este propósito tome 200 mg. Contra diabetes e pressão alta, 500 a 600 mg por dia. É aconselhável, não exceder uma ingestão total — dieta mais suplemento — de 770 mg para o homem e 710 mg para a mulher.

Conheça os produtos da linha Nutriblue, indicada pelo Dr. Lair Ribeiro.

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS SOBRE O MAGNÉSIO

Você sabia?

 

  • Se você está tomando suplementos de magnésio, combine-os com suplementos de cálcio. Uma relação desequilibrada entre estes dois minerais pode de fato reduzir seus respectivos efeitos benéficos.

 

  • Se estiver em tratamento médico, consulte o seu médico antes de tomar qualquer suplemento. Além disso, em caso de problemas nos rins, consulte o seu médico antes de tomar magnésio.

 

  • O magnésio é melhor absorvido se tomado durante uma refeição. Se você tem diarreia, reduza a dose ou tente o gluconato de magnésio, que é melhor tolerado pelo sistema digestivo.

 

  • O magnésio reduz a pressão arterial, de acordo com um estudo de 60 homens e mulheres com hipertensão arterial. Em média, sua pressão sistólica (a mais alta) caiu 2,7 pontos, enquanto sua pressão diastólica (a menor) diminuiu 1,5 pontos. Uma diminuição da pressão arterial em alguns pontos é suficiente para reduzir o risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral.

 

EM CASO DE EXCESSO DE DIGESTÃO

Um excesso pode causar diarreia e náuseas. Em caso de dano renal, quando o corpo não consegue eliminar o excesso de urina, observamos fraqueza muscular, letargia, confusão e dificuldades respiratórias. Mas esta overdose ocorre apenas com suplementação mal controlada.

2017-11-14T10:39:52+00:00

Leave A Comment